Pelagens

Particularidades dos cavalos

Assim como os cães e os gatos, os cavalos têm algumas características típicas e que só pertencem a eles. Um das principais é a pelagem, ou seja, a cor e o tipo do pelo que os tornam únicos dentro de cada raça. Nos equinos, a pelagem definitiva só é confirmada quando o animal completa dois anos. Antes disso, é provável que ocorram algumas mudanças. Em função da grande variedade de pelagens existentes, decidimos priorizar as mais comuns. Confira abaixo algumas particularidades de cada uma.

Alazão: é caracterizada por manchas em formato arredondado e de tonalidade mais clara;

Branco: esse tipo de pelagem não se vê com muita facilidade e nem é completamente puro;

Baia: encontrada na cor creme amarelada, muito brilhosa e com muitas variações;

Colorada: se distingue em função de a pelagem ser de capa e pelos vermelhos. Em alguns casos, podem aparecer algumas manchinhas brancas ou pelos pretos na cabeça e nos membros;

Gateada: constituída especialmente pela predominância de um amarelo com tonalidade mais escura que a baia;

Lobuna: se manifesta na cor cinza;

Moura: composta de uma pelagem de capa preta com propagação de alguns pelos brancos. Já o restante do corpo, (patas e cabeça), a cola e as crinas são negros;

Oveira: exibe muitas manchas brancas irregulares em toda a extensão do corpo;

Picaça: apresenta toda a base na cor preta, porém são visíveis algumas partes brancas em forma de manchas na cabeça e em uma das patas;

Preta: como o próprio nome já diz, a pelagem é toda preta;

Rosilha: mostra-se no cavalo em uma pelagem de capa em tom avermelhado, com combinação de pelos brancos bem ralos;

Tobiana: predomínio de manchas inteiramente brancas em vários tamanhos e formatos;

Tordilha: pelagem formada por pelos pretos e brancos e que, com o crescimento natural do cavalo, vão ficando mais claras;

Tostada: comparada com a tonalidade do café torrado, possui uma cor de um amarelo bastante escuro, pendendo para o vermelho;

Zaina: representada pela pelagem de tom marrom avermelhado escuro e com um pouco de penugem preta bem rala, semelhantes a cor do pinhão.

Vale lembrar que a grande maioria dessas pelagens não é pura. Muitas, inclusive, possuem algumas variações, combinações ou cores compostas. Entretanto, mesmo tendo muitas misturas na cor que representa cada raça, as características que a compõem não variam. Ao contrario dos cavalos, em que as suas particularidades são encontradas de acordo com a sua raça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *